Como fazer a avaliação dos resultados de T&D

Artigo

Como fazer a avaliação dos resultados de T&D

Artigo
Como fazer a avaliação dos resultados de T&D

Hoje, o e-learning é um componente essencial para a entrega de treinamentos em organizações em todo o mundo. Existem várias vantagens oferecidas por esta modalidade, e isso faz com que as organizações precisem buscar maneiras de realizar a avaliação dos resultados do treinamento e determinar o retorno do investimento (ROI). Este artigo descreve o que é o ROI, como pode ser calculado e, mais especificamente, como pode ser aumentado.

O que é ROI?

ROI é o retorno do investimento que uma organização faz (ROI = ganho ou retorno / custo). Pode ser determinado por dois fatores: o investimento realizado (ou o custo incorrido) e o valor / ganho acumulado (ou retorno).

Uma iniciativa de e-learning bem-sucedida deve, naturalmente, ser capaz de demonstrar ganhos superiores ao investimento.

Antes de avançarmos: por que o e-Learning é adotado?

Nas últimas duas décadas, a maioria das organizações fez investimentos no e-Learning principalmente para obter os seguintes benefícios:

  • Acesso a qualquer hora e em qualquer lugar (disponibilidade sob demanda);
  • Aprendizagem individualizada, interativa e mais envolvente (perspectiva do aluno);
  • Entrega mais rápida e simples;
  • Relação custo-benefício (principalmente ao atingir um grande público);
  • Consistência da mensagem e fácil atualização do conteúdo;
  • Rastreamento fácil do progresso e conclusão do aluno (perspectiva de negócios);

Como fazer uma avaliação dos resultados do treinamento?

Os custos são mais fáceis de definir. Normalmente incluem o custo do desenvolvimento ou aquisição do curso de e-learning, bem como os custos dos membros da equipe (incluindo equipes associadas ao processo de desenvolvimento e especialistas no assunto).

Normalmente, também há custos associado à entrega dos cursos (uma boa plataforma LMS, custos administrativos e outras infraestruturas necessárias para entrega).

Determinar o “valor” ou “ganho”, por outro lado, é muito mais complicado. Definimos isso observando os ganhos para a organização e também para os alunos.

Perspectiva organizacional

Vamos começar revendo os ganhos que a maioria das organizações busca quando adotam o e-learning e ver o quanto deles se traduz em redução de custos e, portanto, melhoria nos retornos:

  • Entrega mais rápida e simples: Isso se traduz em mais dias de trabalho disponíveis para a organização, uma vez os treinamento presenciais exigem tempo de viagens e deslocamento;
  • Custos de viagem reduzidos: estes ganhos podem ser levantados facilmente com o seu departamento financeiro;
  • Redução de custos com treinadores: assim como o tópico anterior, é fácil levantar quanto deixou de se gastar com hora/aula de palestrantes e treinadores.

Perspectiva dos alunos

Agora que vimos os ganhos para a organização, vamos analisar os ganhos trazidos por bons projetos de e-learning:

  • Um curso com conteúdos aprofundados e engajadores se traduz em melhor assimilação. Por sua vez, isso leva ao ganho de proficiência e a um aumento tangível da produtividade;
  • Mais alunos de toda a organização podem ser treinados em menos tempo (além de obterem a flexibilidade de aprender no seu próprio ritmo);
  • As iniciativas de e-learning podem ser agendadas e concluídas mais rapidamente em comparação com as sessões presenciais;
  • Os departamentos de RH e T&D podem facilmente rastrear e reportar o progresso individual e coletivo dos colaboradores.

10 pontos a considerar na avaliação dos resultados do treinamento

  • A avaliação é uma ferramenta de gestão de projeto e tomada de decisão;
  • A avaliação é colaborativa, e deve envolver outros departamentos além do T&D;
  • A avaliação sempre começa pela definição de objetivos;
  • A avaliação não é uma tarefa restrita à especialistas;
  • As ferramentas existem para apoiar a avaliação, e não o contrário;
  • A avaliação pode ser simples: fuja de complicações desnecessárias;
  • Para avaliar efetivamente, comece a avaliar desde o início;
  • Não se prenda a “micro avaliações”, mas avalie o que realmente importa;
  • Comunique-se constantemente para apoiar o processo e torná-lo significativo;
  • Celebre constantemente o sucesso.

Qual metodologia pode ser usada para a avaliação dos resultados do treinamento?

Muitos de nós estamos familiarizados com o modelo de avaliação de Kirkpatrick. No contexto atual, adicionar o cálculo do ROI de Phillips como quinto nível torna essa estrutura ainda mais útil e relevante.

Usando dados de avaliação de nível 4, podemos converter os resultados em valor monetário. Em seguida, podemos compará-los facilmente com o custo do programa de e-learning e fazer a avaliação dos resultados do treinamento, determinando o ROI.

Para lhe dar uma noção de como ele pode ser utilizado na prática, resumimos as abordagens que normalmente são adotadas:

  • Nível 1: A reação é medida com o feedback dos alunos. Podemos lançar mão de enquetes ou pesquisas de satisfação, ou de recursos simples como a opção de “curtir” ou “recomendar” um curso;
  • Nível 2: O aprendizado pode ser medido por meio das avaliações do curso, com pontuações que indiquem o nível de proficiência de um aluno;
  • Nível 3: Mudanças comportamentais são certamente mais difíceis de avaliar. Podemos utilizar uma combinação de técnicas para avaliar quanto do conhecimento recém-adquirido está sendo aplicado no trabalho. Isso pode ser medido por meio de melhorias na eficiência ou inovação na abordagem na hora de realizar uma tarefa;
  • Nível 4: O impacto nos negócios geralmente é medido por meio do ganho de produtividade, impacto nos indicadores de qualidade (por meio da redução de retrabalhos, por exemplo), e assim por diante;
  • Nível 5: o ROI é normalmente calculado convertendo os ganhos de impacto nos negócios (conforme mostrado no nível 4) em um valor monetário.

Como você pode maximizar o ROI?

Aqui estão algumas práticas que podem ajudar na avaliação dos resultados do treinamento para a maximização do seu ROI:

Selecione os desafios e temas certos

Para começar, dedique um tempo para avaliar as suas necessidades de treinamento e de desenvolvimento de competências. Isso te ajudará a definir claramente as lacunas de aprendizado e as possíveis opções. Você precisa escolher projetos de e-learning relevantes, e os ganhos identificados devem ter um impacto claro nos negócios. Nesse momento, é muito importante ter um diálogo aberto com todas as áreas da empresa para fazer um bom mapeamento e uma boa entrega.

Foque na experiência do programa de e-learning

Depois de selecionar os temas a serem desenvolvidos, o foco passa para a criação de cursos eficazes. Isso requer um forte foco em Design de Aprendizagem. A experiência de aprendizagem deve ser envolvente, com o foco do curso sendo uma combinação de Aprender, Explorar e Testar.

Tenha uma estratégia de avaliação dos resultados do treinamento

Desde o primeiro momento, você deve ter uma estratégia eficaz de avaliação dos resultados do treinamento para ajudá-lo a avaliar se ele alcançou o nível de desenvolvimento necessário e foi realmente capaz de preencher a lacuna identificada.

Forneça plataforma para colaboração na aprendizagem

O já estabelecido modelo 70:20:10 mostra que quase 20% de nossa aprendizagem acontece com o feedback e a observação de nossos colegas de trabalho. É interessante notar que apenas 10% da aprendizagem ocorre por meio de treinamento formal. O fornecimento de plataformas para aprendizagem social facilitará o aprendizado.

3 fatores podem aproximar as entregas do T&D e as necessidades do negócio: a tecnologia certa para aprendizagem e avaliação; o alinhamento entre o mindset do T&D e das outras áreas; um maior valor atribuído ao treinamento. Com isso, as empresas que fazem a avaliação dos resultados do treinamento podem não apenas melhorar a gestão de pessoas, mas também os resultados financeiros dos negócios.

Saiba mais

Fique por dentro

Receba as notícias do nosso blog direto no seu email!