Avaliação dos resultados do treinamento: saiba como fazer!

Artigo

Avaliação dos resultados do treinamento: saiba como fazer!

Artigo
Avaliação dos resultados do treinamento: saiba como fazer!

Hoje, o e-learning é um componente essencial para a entrega de treinamentos em organizações em todo o mundo. Existem várias vantagens oferecidas por esta modalidade, e isso faz com que as organizações precisem buscar maneiras de realizar a avaliação dos resultados do treinamento e determinar o retorno do investimento (ROI). 

Essa avaliação irá gerar dados fundamentais para demonstrar o papel estratégico dos programas de T&D. Assim, é possível mostrar como eles podem trazer muitos benefícios para os negócios. Afinal, os treinamentos são planejados visando que os colaboradores alcancem os objetivos propostos. Portanto, são esses resultados que irão comprovar se as expectativas foram realmente atingidas e quais impactos a educação corporativa trouxe para a empresa. 

Neste artigo, abordaremos como fazer a avaliação dos resultados do T&D, explicaremos o que é o ROI, como ele pode ser calculado e, mais especificamente, como pode ser aumentado. Confira!

Antes de avançarmos: por que o e-Learning é adotado?

Como dito anteriormente, o e-learning se tornou um componente essencial para a entrega de treinamentos corporativos. Mas, por que ele se tornou fundamental? A resposta é que nas últimas duas décadas, a maioria das organizações fez investimentos no e-Learning principalmente para obter os seguintes benefícios:

  • Acesso a qualquer hora e em qualquer lugar (disponibilidade sob demanda);
  • Aprendizagem individualizada, interativa e mais envolvente (perspectiva do aluno);
  • Entrega mais rápida e simples;
  • Relação custo-benefício (principalmente ao atingir um grande público);
  • Consistência da mensagem e fácil atualização do conteúdo;
  • Rastreamento fácil do progresso e conclusão do aluno (perspectiva de negócios).

Qual a importância da avaliação dos resultados de T&D?

É comum que os líderes de T&D sejam constantemente solicitados para mostrar os resultados e a eficácia dos treinamentos realizados, afinal, muitos executivos ainda possuem dúvidas sobre os benefícios da educação corporativa. Mas, além disso, existem muitas outras vantagens ao avaliar os resultados do T&D. Confira abaixo:

Melhora na gestão de pessoas

Com a avaliação dos resultados, é possível aprimorar a gestão de pessoas. Por meio dos dados obtidos, os gestores podem identificar quais colaboradores melhoraram sua performance e quais foram os impactos nas rotinas do trabalho. Esses fatores os auxiliam a saber quais ações podem ser tomadas, se novos treinamentos devem ser realizados, se é possível promover algum colaborador, entre outros procedimentos. 

Ajuda a identificar quais pontos precisam de melhoria

Ao avaliar os resultados do T&D, a gestão pode identificar os pontos que precisam de melhoria nas equipes da empresa. É preciso analisar: quais foram os impactos gerados pelo treinamento? Quais pontos melhoraram e quais ainda precisam ser aprimorados?

Por exemplo, ao mesmo tempo que a qualidade de um resultado entregue melhora após um treinamento, o tempo gasto ao realizar a tarefa pode ter aumentado. Neste caso, os colaboradores precisariam de outro treinamento para otimizar o tempo das tarefas realizadas. Contudo, ao identificar as falhas, é possível aperfeiçoar os programas de T&D para atingir melhores resultados no futuro.

Possibilita experiências de aprendizagem personalizadas

Outra vantagem da avaliação é a possibilidade de criar experiências de aprendizagem personalizadas. Essa vantagem é essencial para garantir a motivação dos alunos e ter um treinamento eficaz. É possível identificar quais módulos o aluno está demandando mais tempo para finalizar, quais assuntos ele possui mais dificuldade na aprendizagem, entre outras questões que podem viabilizar a personalização de recursos utilizados, ferramentas, métodos e outras escolhas que podem facilitar a compreensão do aluno.

Definição de prioridades e urgências

A avaliação de resultados do T&D também auxilia na definição dos pontos de melhorias que devem ser prioridades e que precisam de alguma ação urgente. Isso porque os resultados indicam quais foram os impactos em cada área. Assim, os gestores conseguem analisar os pontos fracos, as falhas e tudo aquilo que está afetando os resultados da empresa.

Além disso, também contribui na escolha dos melhores métodos de solução de problemas. Afinal, se a empresa realizar a avaliação com uma certa frequência, ela pode identificar quais soluções já foram tomadas anteriormente para um determinado ponto e se realmente essas ações conseguiram proporcionar os resultados esperados. 

Aumento do engajamento dos colaboradores

Por fim, ao saberem os resultados da avaliação, os colaboradores enxergam o seu impacto na empresa e como a sua performance tem influência direta nos resultados dos negócios. Eles passam a sentir realmente parte do time e ficam mais engajados para entregar bons resultados. Isso porque eles começam a compreender a importância dos treinamentos e se esforçam mais para crescer na organização. 

Agora que você já viu todas as vantagens proporcionadas pela avaliação de treinamentos, continue acompanhando para entender a importância do ROI para esse processo e como ele pode ser aprimorado. 

O que é ROI?

ROI, sigla para expressão em inglês Return Over Investment, é o retorno do investimento que uma organização faz (ROI = ganho ou retorno/custo). Pode ser determinado por dois fatores: o investimento realizado (ou o custo incorrido) e o valor/ganho acumulado (ou retorno). Resumindo, com esse indicador, é possível ter a ciência do quanto de dinheiro a empresa lucra ou perde em relação a cada investimento realizado. Por isso, a empresa deve utilizar o ROI para mensurar resultados em todo investimento realizado que vise algum retorno futuro.

É claro que o T&D não fica de fora. Uma iniciativa de e-learning bem-sucedida deve, naturalmente, ser capaz de demonstrar ganhos superiores ao investimento.

Como fazer uma avaliação dos resultados do treinamento?

Os custos são mais fáceis de definir. Normalmente incluem o custo do desenvolvimento ou aquisição do curso de e-learning, bem como os custos dos membros da equipe (incluindo equipes associadas ao processo de desenvolvimento e especialistas no assunto).

Normalmente, também há custos associados à entrega dos cursos (uma boa plataforma LMS, custos administrativos e outras infraestruturas necessárias para entrega).

Determinar o “valor” ou “ganho”, por outro lado, é muito mais complicado. Definimos isso observando os ganhos para a organização e também para os alunos.

Perspectiva organizacional

Vamos começar revendo os ganhos que a maioria das organizações busca quando adotam o e-learning e ver o quanto deles se traduz em redução de custos e, portanto, melhoria nos retornos:

  • Entrega mais rápida e simples: Isso se traduz em mais dias de trabalho disponíveis para a organização, uma vez que os treinamentos presenciais exigem tempo de viagens e deslocamento;
  • Custos de viagem reduzidos: estes ganhos podem ser levantados facilmente com o seu departamento financeiro;
  • Redução de custos com treinadores: assim como o tópico anterior, é fácil levantar quanto deixou de se gastar com hora/aula de palestrantes e treinadores.

Perspectiva dos alunos

Agora que vimos os ganhos para a organização, vamos analisar os ganhos trazidos por bons projetos de e-learning:

  • Um curso com conteúdos aprofundados e engajadores se traduz em melhor assimilação. Por sua vez, isso leva ao ganho de proficiência e a um aumento tangível da produtividade;
  • Mais alunos de toda a organização podem ser treinados em menos tempo (além de obterem a flexibilidade de aprender no seu próprio ritmo);
  • As iniciativas de e-learning podem ser agendadas e concluídas mais rapidamente em comparação com as sessões presenciais;
  • Os departamentos de RH e T&D podem facilmente rastrear e reportar o progresso individual e coletivo dos colaboradores.

10 pontos a considerar na avaliação dos resultados do treinamento

Confira abaixo alguns pontos essenciais para considerar ao realizar a avaliação dos resultados do T&D:

  • A avaliação é uma ferramenta de gestão de projeto e tomada de decisão;
  • A avaliação é colaborativa, e deve envolver outros departamentos além do T&D;
  • A avaliação sempre começa pela definição de objetivos;
  • A avaliação não é uma tarefa restrita aos especialistas;
  • As ferramentas existem para apoiar a avaliação, e não o contrário;
  • A avaliação pode ser simples: fuja de complicações desnecessárias;
  • Para avaliar efetivamente, comece a avaliar desde o início;
  • Não se prenda a “micro avaliações”, mas avalie o que realmente importa;
  • Comunique-se constantemente para apoiar o processo e torná-lo significativo;
  • Celebre constantemente o sucesso.

Quais são os níveis de avaliação de um programa de treinamento?

Muitos de nós estamos familiarizados com o modelo de avaliação de Kirkpatrick. No contexto atual, adicionar o cálculo do ROI de Phillips como quinto nível torna essa estrutura ainda mais útil e relevante.

Usando dados de avaliação de nível 4, podemos converter os resultados em valor monetário. Em seguida, podemos compará-los facilmente com o custo do programa de e-learning e fazer a avaliação dos resultados do treinamento, determinando o ROI.

Para lhe dar uma noção de como ele pode ser utilizado na prática, resumimos as abordagens que normalmente são adotadas:

  • Nível 1: a reação é medida com o feedback dos alunos. Podemos lançar mão de enquetes ou pesquisas de satisfação, ou de recursos simples como a opção de “curtir” ou “recomendar” um curso;
  • Nível 2: o aprendizado pode ser medido por meio das avaliações do curso, com pontuações que indiquem o nível de proficiência de um aluno;
  • Nível 3: mudanças comportamentais são certamente mais difíceis de avaliar. Podemos utilizar uma combinação de técnicas para avaliar quanto do conhecimento recém-adquirido está sendo aplicado no trabalho. Isso pode ser medido por meio de melhorias na eficiência ou inovação na abordagem na hora de realizar uma tarefa;
  • Nível 4: o impacto nos negócios geralmente é medido por meio do ganho de produtividade, impacto nos indicadores de qualidade (por meio da redução de retrabalhos, por exemplo), e assim por diante;
  • Nível 5: o ROI é normalmente calculado convertendo os ganhos de impacto nos negócios (conforme mostrado no nível 4) em um valor monetário.

Como você pode maximizar o ROI das suas ações de educação corporativa?

Aqui estão algumas práticas que podem ajudar na avaliação dos resultados do treinamento para a maximização do seu ROI:

1. Selecione os desafios e temas certos

Para começar, dedique um tempo para avaliar as suas necessidades de treinamento e de desenvolvimento de competências. Isso te ajudará a definir claramente as lacunas de aprendizado e as possíveis opções. Você precisa escolher projetos de e-learning relevantes, e os ganhos identificados devem ter um impacto claro nos negócios. Nesse momento, é muito importante ter um diálogo aberto com todas as áreas da empresa para fazer um bom mapeamento e uma boa entrega.

2. Foque na experiência do programa de e-learning

Depois de selecionar os temas a serem desenvolvidos, o foco passa para a criação de cursos eficazes. Isso requer um forte foco em Design de Aprendizagem. A experiência de aprendizagem deve ser envolvente, com o foco do curso sendo uma combinação de Aprender, Explorar e Testar.

3. Tenha uma estratégia de avaliação dos resultados do treinamento

Desde o primeiro momento, você deve ter uma estratégia eficaz de avaliação dos resultados do treinamento para ajudá-lo a avaliar se ele alcançou o nível de desenvolvimento necessário e foi realmente capaz de preencher a lacuna identificada.

4. Forneça plataforma para colaboração na aprendizagem

O já estabelecido modelo 70:20:10 mostra que quase 20% de nossa aprendizagem acontece com o feedback e a observação de nossos colegas de trabalho. É interessante notar que apenas 10% da aprendizagem ocorre por meio de treinamento formal. O fornecimento de plataformas para aprendizagem social facilitará o aprendizado.

3 fatores podem aproximar as entregas do T&D e as necessidades do negócio: a tecnologia certa para aprendizagem e avaliação, o alinhamento entre o mindset do T&D e das outras áreas e um maior valor atribuído ao treinamento. Com isso, as empresas que fazem a avaliação dos resultados do treinamento podem não apenas melhorar a gestão de pessoas, mas também os resultados financeiros dos negócios.

Por fim, não importa qual seja sua solução de educação corporativa, no final você terá que demonstrar qual foi o retorno sobre suas escolhas de investimento. Para continuar descobrindo como mensurar a eficácia dos seus programas de treinamento, você pode baixar o nosso ebook exclusivo. Clique aqui!

Saiba mais