Desenvolvimento de competências: 3 elementos de um programa efetivo

Artigo

Desenvolvimento de competências: 3 elementos de um programa efetivo

Artigo
Desenvolvimento de competências: 3 elementos de um programa efetivo

O desenvolvimento de competências se tornou um pilar estratégico na organização. Os gestores perceberam que, para preparar os seus colaboradores para as suas posições presentes e futuras, é muito importante investir em soluções de aprendizagem de alto impacto.

O investimento no ativo mais precioso de uma empresa não é feito apenas com benefícios monetários e palpáveis, mas também em pontos intrínsecos, valiosíssimos, que podem transformar o ambiente de trabalho. Os funcionários, por sua vez, percebem três benefícios relevantes em se desenvolver: 1) desenvolvimento de competências; 2) adaptação; 3) solução de problemas.

A criação de um treinamento voltado para o desenvolvimento de competências é muito importante para as organizações, pois valoriza o seu ativo, mas também é essencial para o colaborador, que se envolve mais com a empresa, investindo tempo no cumprimento do programa.

Mas, o que significa desenvolvimento de competências?

Desenvolvimento de competências significa adquirir o conhecimento e dominar as habilidades necessárias para desempenhar o seu papel – seja para sua função atual ou para um cargo que ele espera ocupar no futuro. Repare que aqui não estamos fazendo distinção entre hard skills e soft skills, como fizemos neste artigo.

Durante muito tempo, sustentou-se que o colaborador gerenciava as suas habilidades impulsionado pela motivação intrínseca. No entanto, fatores extrínsecos, como as pressões da vida cotidiana e a falta de clareza em relação às mudanças organizacionais, mostraram que isso não é verdade.

Estamos aprendendo tão rápido quanto o mundo está mudando?

Essa pergunta deliberadamente provocativa, formulada por Gary Hamel, deve nos levar a fazer do desenvolvimento de competências nossa prioridade número um.

A resposta que fornecemos como profissionais de T&D consiste em projetar um conjunto de programas estruturados para atender ao mapeamento de competência de nossas organizações. Nosso objetivo é, então, elevar cada membro da equipe ao padrão definido pela empresa para a sua função. 

Programas de treinamento para o desenvolvimento de competências

Durante anos, os programas de desenvolvimento de competências incluíam: onboarding, treinamento para liderança, módulos obrigatórios e treinamento sobre conhecimentos técnicos ou específicos. Por isso, não surpreende que as taxas de cobertura da oferta de treinamento tenham sido, durante muito tempo, o principal indicador de desempenho para a nossa área, como mostram os volumosos catálogos de treinamento oferecidos pelas empresas.

Para ser realmente eficaz hoje, no entanto, essa abordagem inicial ao treinamento deve reforçar três de seus principais recursos:

1) Personalização

O treinamento precisa se adaptar aos atributos de seus usuários, seja em termos de nível de conhecimento inicial, disponibilidade, mobilidade ou estilo de aprendizagem. Uma análise preliminar dos perfis de nossos alunos, combinada com uma abordagem blended mais modular, nos permitirá enfrentar esse desafio que requer agilidade e adaptabilidade.

2) Abrangência

O treinamento “de verdade” começa após o término do programa de treinamento. Quando os colaboradores saem em campo, fora de suas zonas de conforto, eles transformam seu treinamento em resultados concretos. Isso significa que os programas devem abordar todo o ciclo de desenvolvimento, desde a aquisição de conhecimento até o apoio na aplicação de novas habilidades.

3) Medição

Antigamente, se afirmava que “o treinamento não pode causar nenhum dano”, mas agora a situação é mais difícil: os benefícios devem ser demonstrados com números concretos. Medir a satisfação do aluno não é mais suficiente: avaliar a retenção duradoura de conhecimento, observar mudanças nos métodos de trabalho e avaliar a contribuição do treinamento para o desempenho operacional são agora fatores essenciais.

Para cumprir esses três “novos” imperativos, cada vez mais gerentes de treinamento estão adotando abordagens combinadas, adicionando uma dimensão informal ao treinamento e fazendo amplo uso de protocolos de avaliação. Esses programas aprimorados se destacam clara e rapidamente do tipo de treinamento oferecido no passado.

Sua plataforma deve apoiar o desenvolvimento de competências

O investimento no desenvolvimento de competências dos colaboradores é extremamente valioso, e as plataformas LMS vieram para apoiar e facilitar esse processo. É por meio delas que os seus colaboradores poderão viver as experiências de aprendizagem e desenvolver as competências certas para o sucesso.

Mesmo que os resultados do aprendizado sejam mais importantes do que a plataforma em si, é importante ter um software que permita criar e gerenciar seus programas de treinamento de forma fácil e simples.

Conheça a plataforma da CrossKnowledge

Saiba mais

Fique por dentro

Receba as notícias do nosso blog direto no seu email!