Sistema FIEP: o desafio de implantar uma universidade corporativa do zero

Artigo

Sistema FIEP: o desafio de implantar uma universidade corporativa do zero

Artigo
Sistema FIEP: o desafio de implantar uma universidade corporativa do zero

A empresa

O Sistema FIEP é uma organização que representa a Indústria no estado do Paraná, formada pelas empresas SESI, SENAI, Federação das Indústrias e IEL.

O compromisso do Sistema Fiep é fortalecer a indústria, e assim, contribuir com o progresso socioeconômico do Paraná.

Eles fazem isso por meio de uma forte atuação nas áreas de representatividade, educação, inovação e tecnologia, e segurança e saúde do trabalhador. Oferecem soluções que podem ser utilizadas de forma unitária ou integrada, atendendo a diferentes demandas do mercado e melhorando a gestão industrial.

Os desafios

Antes da implementação da Universidade Corporativa do sistema FIEP, a área de T&D atuava de maneira responsiva conforme as solicitações trazidas pelos gestores de acordo com o que entendiam que era necessário para o desenvolvimento de seu time. No entanto, não tinham a segurança de que o objetivo organizacional estratégico estava sendo atingido, é o que afirma Manuel Rodrigues – Gerente Executivo de Desenvolvimento, Suprimentos e Engenharia do Sistema FIEP.  Dentro deste cenário, surgiu o principal desafio: como implantar uma Universidade Corporativa do zero?

Após darem início ao projeto, outro fator exigiu que a rota da estratégia mudasse em diversos pontos: a pandemia, onde a educação precisou continuar de forma não-presencial. No entanto, o Sistema FIEP entendeu que quando o foco está em pessoas, ferramentas e metodologia, é possível atender às novas necessidades do mercado de forma ágil e eficaz. 

Soluções

A Universidade Corporativa do Sistema FIEP surgiu com um objetivo, o chamado “tripé estratégico da gestão”: manter sempre a valorização dos colaboradores, garantindo a sustentabilidade da organização e mantendo o foco na Indústria, ou seja, contribuindo de maneira direta e gerando valor para elas.

Uma das grandes mudanças que trouxeram para a implementação foi a conexão da estratégia corporativa com os objetivos de construção, para assim alcançar o resultado de entrega de valor para o cliente. 

Outro foco foi transformar o colaborador no próprio dono da sua carreira, além de fazer com que os seus caminhos estejam alinhados com a estratégia organizacional.

Outros fatores foram estabelecidos dentro da estratégia para que esses objetivos fossem atingidos, como treinamentos obrigatórios de ética, integridade, etc.

Por que o Sistema FIEP escolheu uma plataforma digital?

Para ter a gestão de treinamentos presenciais e online em uma única plataforma. Além disso, eles buscavam as seguintes soluções:

  • Protagonismo no autodesenvolvimento: o colaborador no controle de quando, como e onde realizar o treinamento;
  • Abrangência territorial: acesso aos conteúdos da universidade corporativa em todo o estado e ao mesmo tempo;
  • Mindset digital: migrando do modelo “sala de aula” para múltiplas formas de aprendizagem;
  • Experiência do aluno: facilidade e disponibilidade de acesso ao conhecimento.

O desenho da plataforma

A plataforma da Universidade Corporativa do Sistema FIEP foi desenhada para atender aos seguintes canais:

  • Defesa de interesses;
  • Educação;
  • Segurança, saúde e meio ambiente;
  • Tecnologia e inovação;
  • Desempenho no sistema FIEP (treinamentos obrigatórios);
  • Liderança;
  • Integração no sistema FIEP de novos colaboradores.

É importante ressaltar que, durante a pandemia, alguns canais a serem implantados precisaram ser deixados de lado para dar lugar a outras necessidades, como o teletrabalho e a segurança.

Quais foram as soluções encontradas durante a pandemia?

OT&D encontrou algumas soluções durante a pandemia para manter os colaboradores engajados com a plataforma e auxiliá-los nesta nova fase.

Canal de teletrabalho

A organização lançou um canal de teletrabalho. A divulgação foi feita pelo WhatsApp, Intranet e Yammer. Os conteúdos eram lançados com frequência semanal e de acordo com a necessidade imediata. Os temas abordados foram: gestão  remota, gestão financeira, gestão das emoções e ginástica laboral.

Canal da educação

Outro canal lançado foi o de aprendizagem não-presencial, que tem como foco fazer com que os professores tenham todas as metodologias e conhecimentos necessários para as aulas online durante a pandemia.

Além disso, a Semana pedagógica 2021 foi adaptada e realizada 100% online.

Aprimore

O aprimore é um canal para compartilhar boas práticas e reforçar o uso de ferramentas para a melhoria de produtividade. Nele, o colaborador também tem liberdade de compartilhar aquilo que ele aplica no seu dia a dia de trabalho, os ganhos que tiveram, etc.

O foco é reforçar a cultura organizacional do Sistema FIEP: a forma como trabalham, como decidim, como se relacionam e como medem, além de incentivar a autonomia dos profissionais.

Semana de Autodesenvolvimento

Uma das ações para desenvolver a liderança neste cenário foi fazer bate papos com a liderança com temas que eram as necessidades do momento. Com o sucesso do projeto, ele foi ampliado para a Semana de Autodesenvolvimento, onde profissionais do mercado e gerentes executivos discutiram sobre temas relevantes para o momento. 

Resultados

Em apenas dois anos de existência da Universidade Corporativa do Sistema FIEP, os impactos foram muito positivos e satisfatórios. Hoje, o Sistema FIEP oferece uma educação corporativa alinhada com os objetivos organizacionais e focada no colaborador, para que toda equipe aumente sua performance e as expectativas da empresa sejam alcançadas.

  • Mais de 300 mil acessos/conexões;
  • Mais de 125 mil horas de treinamento;
  • Mais de 3400 recursos disponíveis;
  • Média de 20,4 horas de acesso por pessoa;
  • 247 cursos digitais disponíveis;
  • 91% taxa média de engajamento.

Descubra como a CrossKnowledge pode te ajudar a revolucionar a educação digital da sua organização.

Conheça nossas soluções

Saiba mais