Liderança ágil: as 7 competências que todo líder precisa ter

Artigo

Liderança ágil: as 7 competências que todo líder precisa ter

Artigo
Liderança ágil: as 7 competências que todo líder precisa ter

Um bom líder deve entregar resultados e engajar pessoas. Para isso, no entanto, ele deve desenvolver e colocar em prática um conjunto de competências interpessoais. Por isso, é preciso ter uma liderança ágil, que se torna essencial para o mercado de trabalho que está em constante evolução.

Mas… quais são essas competências e como você pode preparar a sua liderança para o futuro? Continue acompanhando a leitura e descubra os principais desafios e características necessárias para desenvolver líderes ágeis nessa era digital. 

O que é uma liderança ágil?

Dentro do ambiente de trabalho os líderes devem se adaptar de maneira ágil as novas necessidades dos negócios e aos novos modelos de gestão. 

A liderança ágil, ou nimbleleadership, se faz cada vez mais necessária no mercado, que precisa de profissionais que estejam sempre atentos às mudanças e propondo soluções rápidas e inovadoras. Além de antecipar possíveis eventos que possam afetar a empresa.

Quais as competências para uma liderança ágil?

Os líderes ágeis demonstram 7 características essenciais de liderança, que incluem a capacidade para dois pilares distintos: produzir resultados e envolver pessoas. É preciso adaptar-se a todas essas estratégias para garantir que  a empresa se mantenha sempre a frente e seja bem sucedida.

1. Produzir resultados

A primeira dimensão foca na capacidade de produzir resultados. Veja as 4 características:

Transparência 

Os colaboradores modernos querem uma cultura de comunicação regular e conversa direta, juntamente com expectativas de como se sobressair. Esses elementos criam confiança, que é a base do grande trabalho em equipe e a chave para atrair e reter os melhores talentos. As dicas são:

  • Quando tiver dúvidas, pergunte e compartilhe;
  • Faça integração diária com a empresa;
  • Admita os erros.

Responsabilidade 

Ser responsável significa reconhecer tanto as suas perdas quanto as vitórias. Tais líderes não só possuem seus erros, mas aprendem com eles e se sentem capacitados a assumir a responsabilidade pelos bons resultados que produzem. Veja as características necessárias:

  • Seja um bom exemplo; 
  • Dê feedbacks constantes e imediatos;
  • Pense além de apenas encontrar uma solução tecnológica.

Intraempreendedorismo 

Nunca tantas empresas incentivaram ativamente os colaboradores a agir como empreendedores no trabalho. Líderes intraempreendedores motivam os outros a pensar, imaginar e agir de maneira ousada e empreendedora, para tomar posse de ideias e inovar dentro da organização. Veja as dicas:

  • Crie uma cultura de inovação;
  • Acredite na experimentação;
  • Dê créditos a quem merece.

Foco no futuro 

Organizações ágeis “deixam ir ao topo”, evitando hierarquia, incrementalismo e segurança de descansar em sucessos passados. Os líderes precisam ser ágeis o suficiente para saltar de oportunidade em oportunidade no futuro. Veja como:

  • Seja disruptivo;
  • Saia da sua zona de conforto;
  • Fique atento às mudanças.

2. Envolver pessoas

A segunda dimensão concentra-se na capacidade de envolver pessoas. Confira as últimas 3 características:

Construa um time inteligente

Os departamentos de RH estão tradicionalmente focados em colaboradores individuais: recrutá-los, desenvolvê-los e avaliar seu desempenho. Estamos começando a ver o surgimento de uma nova habilidade: a de desenvolver a inteligência coletiva com a prática de melhorar o desempenho da equipe.

Segundo o livro The Future Workplace Experience, uma das grandes falhas na função de RH tem sido nosso foco quase exclusivo no desenvolvimento e desempenho individual. Mas percebe-se que grandes realizações são entregues por equipes. Os passos são:

  1. Permita que todos os membros da equipe avaliem seus pontos fortes e se esforcem para trabalhar todos os dias; 
  2. Dê as equipes uma oportunidade de entender o que a organização defende e de como devem se apoiar mutuamente nos esforços coletivos; 
  3. Se envolver com frequência em conversas focadas no futuro para que os membros da equipe saibam para onde estão indo, por que estão fazendo as escolhas que fazem e como as fazer. 

Veja como construir um time inteligente:

  • Descubra os grandes líderes;
  • Acelere o desempenho da equipe;
  • Examine a experiência do usuário (UX) do colaborador.

Seja inclusivo

A inclusão é muito diferente da diversidade. A diversidade é tipicamente uma questão de quem você recruta, enquanto inclusão é sobre como você os inclui. Isto é sobre como criar e crucialmente ouvir pessoas ou equipes que representam muitas vozes diferentes.

É uma maneira para fomentar a diversidade de pensamento, incentivar mais o criativo para a resolução de problemas e integrar a contribuição de todas as partes interessadas. Trata-se de construir diversidade e inclusão como cultura e valores dentro da organização.

Inclusividade, ou inclusão, é sobre a criação, a partir do zero, de equipes e grupos de projetos que representam e incluem muitas vozes divergentes. Esse processo começa com a posse de inteligência cultural. 

Isso significa entender como pessoas de diferentes gêneros, raças e nacionalidades resolvem problemas, propõem soluções e aproveitam isso para a vantagem competitiva de sua empresa. Confira as dicas para ser inclusivo:

  • Converse sobre inclusão;
  • Encoraje diversas opiniões; 
  • Crie eventos para opiniões exclusivas.

Desenvolva as pessoas

Enquanto as empresas americanas gastam US$ 14 bilhões em programas de desenvolvimento de liderança, quase 30% dos gerentes americanos admitem que fracassaram em explorar suas oportunidades de negócios internacionais. Os motivos são a falta de contexto para programas de liderança, incapacidade de se relacionar a questões comerciais reais, dificuldade de mudar a mentalidade de líderes e a incapacidade de medir os resultados. 

No futuro, ser um desenvolvedor de pessoas no local de trabalho requer uma personalização de aprendizagem individual e de pares. 

Quando voltadas para o futuro, as empresas fornecem maneiras fáceis para os colaboradores atualizarem competências e capacidades, e são recompensadas com uma força de trabalho mais duradoura.

Empresas que praticam liderança ágil já começam no processo de contratação. Eles exibem um ajuste cultural, não importando o quão bem qualificado alguém possa ser. O candidato deve se enquadrar na cultura a ser oferecida. Cultura é a cola que liga as dimensões do ágil e da liderança. As dicas são:

  • Vá além dos métodos tradicionais de ensino;
  • Busque oportunidades para possibilitar o ensino entre pares;
  • Compartilhe sua própria jornada de aprendizagem.

Invista em treinamento de líderes

As tecnologias digitais revolucionaram o meio de trabalho e mudaram as expectativas e realidades das equipes. Os líderes precisam ser decididos e responder às expectativas do negócio. 

A única maneira de conseguir cultivar as competências acima, estimular o trabalho e ter aumento na performance organizacional da equipe é treinando líderes. Assim, é possível ter uma liderança ágil e criar condições para atingir o equilíbrio entre a satisfação dos colaboradores e o sucesso da organização.

Nós temos 20 anos de experiência nesse assunto, e podemos te ajudar a desenvolver as competências certas para o sucesso dos seus líderes. Quer saber mais? Fale com a gente!

Saiba mais

Fique por dentro

Receba as notícias do nosso blog direto no seu email!