Macro e microlearning: como criar experiências de alto impacto na aprendizagem corporativa

Dicas de T&D

Macro e microlearning: como criar experiências de alto impacto na aprendizagem corporativa

Artigo
Macro e microlearning: como criar experiências de alto impacto na aprendizagem corporativa

Um dos equívocos comuns na área da aprendizagem corporativa é pensar que os melhores alunos trabalham em empresas de grande porte ou estudam em grandes universidades corporativas. Ou então que fazem investimentos altos em treinamentos. Isso está longe de ser uma verdade.

A pesquisa que iremos abordar neste artigo mostra que existem diversas formas de criar uma experiência de aprendizagem de alto impacto no trabalho. Uma dessas formas é combinando o macro e microlearning. Josh Bersin identificou as chaves para esse sucesso. Continue acompanhando a leitura e descubra alguns dos insights de Bersin!

Macro e microlearning: quando utilizá-los?

Em primeiro lugar, a aprendizagem corporativa é constituída por duas partes: macro e microlearning. Às vezes, os alunos precisam de pequenos pedaços de conteúdo para garantir um progresso rápido. Em outras situações, eles precisam parar, fazer uma pausa e mergulhar em algo totalmente novo. Sua organização deve oferecer essas duas opções.

aprendizagem corporativa

Fonte: Josh Bersin, Accelerating Business Growth: Corporate Learning as a Business Strategy, p. 10. https://www.crossknowledge.com/media-center/publications/josh-bersin-learning-business-strategy

Os colaboradores costumam passar por uma curva de aprendizado todos os meses, dia após dia. A curva é íngreme quando um novo trabalho é iniciado, mas se estabiliza com o tempo. A pesquisa mostra claramente que, ao fazer a transição de empregos ou assumir uma nova função, as pessoas exigem muitos treinamentos formais, mas, quando se tornam especialistas, desejam referências, suporte e respostas rápidas para as perguntas dos especialistas.

aprendizagem corporativa ciclo

Source: Josh Bersin, Accelerating Business Growth: Corporate Learning as a Business Strategy, p. 11. https://www.crossknowledge.com/media-center/publications/josh-bersin-learning-business-strategy

A importância de utilizar todos os métodos de aprendizagem

Outra boa prática é reconhecer que a aprendizagem corporativa não acontece apenas online. Embora os alunos queiram acessar o conteúdo e os cursos online, eles também desejam se encontrar com colegas, aprender com especialistas e assumir tarefas de desenvolvimento práticas para serem vistos e orientados. Todos os quatro métodos de aprendizagem são importantes e você deve verificar se eles estão disponíveis em sua empresa.

aprendizagem corporativa modalidades

 

Source: Josh Bersin, Accelerating Business Growth: Corporate Learning as a Business Strategy, p. 12. https://www.crossknowledge.com/media-center/publications/josh-bersin-learning-business-strategy

Isso significa que as aulas presenciais, que são as aulas semelhantes às de uma universidade comum, e o treinamento prático no trabalho devem fazer parte de uma solução de aprendizagem bem-sucedida. 

Por exemplo, uma Academia Digital foi implementada em uma empresa de serviços financeiros de grande sucesso. Ela é composta por especialistas internos de cada área (ex: segurança cibernética, design, análise e marketing de cliente). A Academia é uma experiência virtual (semelhante ao exemplo da Saint Gobain), mas que também inclui vários workshops, bootcamps e sessões presenciais com especialistas. 

Visa, Mastercard e outras empresas de serviços financeiros fizeram o mesmo. Como o diretor de RH de uma dessas empresas mencionou, “Criar a nossa universidade corporativa como um lugar especial onde as pessoas podem ir teve um impacto transformador em nossa cultura corporativa. As pessoas vêm à universidade para se encontrar, conduzir reuniões de equipe, programas de liderança e trazer especialistas. Sem o ambiente presencial, nunca teríamos alcançado a transformação nos negócios”

O macrolearning é necessário

Uma terceira prática recomendada é reconhecer que, em várias etapas do desenvolvimento da função de uma pessoa, o “macro learning” é necessário. Conforme mostrado no gráfico abaixo, esses pontos de transição, que muitas vezes são momentos cruciais, podem construir ou destruir a carreira de um colaborador em sua empresa.

Source: Josh Bersin, Accelerating Business Growth: Corporate Learning as a Business Strategy, p. 14. https://www.crossknowledge.com/media-center/publications/josh-bersin-learning-business-strategy

Onboarding, treinamento de vendas e transições de liderança estão entre as oportunidades mais comuns para esse tipo de aprendizado. Um exemplo de empresa que implementa esse método de aprendizado é a Pandora Group, um dos maiores fabricantes de joias do mundo.

Conclusão

Os métodos de treinamento no local de trabalho já percorreram um longo caminho desde que os modelos tradicionais de palestras entre instrutores e alunos eram comuns. Além disso, surgiu uma divisão entre o macro e o micro material de aprendizagem, pois a pesquisa mostra que a maioria dos colaboradores aprendem com mais eficácia quando alternam entre tópicos simples e complexos.

Isso não quer dizer que o estilo de sala de aula e o aprendizado experimental devam ser abandonados. Em vez disso, a incorporação de todos esses métodos pode oferecer à sua empresa uma vantagem competitiva em relação aos treinamentos, mantendo sempre os seus colaboradores informados e motivados para continuar aprendendo. 

Gostou deste artigo? Se você quer saber como começar a melhorar os treinamentos da sua empresa para garantir experiências de aprendizagem duradouras e de alto impacto, clique aqui e baixe o nosso ebook exclusivo.

Saiba mais