Sistema de Gestão da Aprendizagem: guia para implementar

Artigo

Sistema de Gestão da Aprendizagem: guia para implementar

Artigo
Sistema de Gestão da Aprendizagem: guia para implementar

Cada vez mais a educação corporativa tem contado com as inovações tecnológicas para proporcionar os melhores resultados. Um desses avanços é a plataforma LMS, também conhecida como Sistema de Gestão da Aprendizagem.

Esta ferramenta estratégica foi desenvolvida para se tornar um grande auxílio na educação e conseguir oferecer um ensino eficiente, completo e acessível para os alunos. E não foi diferente com o processo de aprendizagem nas organizações! Essa plataforma dispõe de diversos elementos que podem trazer inúmeros benefícios para os treinamentos corporativos. 

Mas… como funciona todo o processo de implementação desta tecnologia? Preparamos um guia completo para te auxiliar nesta jornada e fazer com que sua empresa tenha um LMS de sucesso. Continue acompanhando a leitura!

O que é um Sistema de Gestão da Aprendizagem?

O LMS, também conhecido como Sistema de Gestão da Aprendizagem, é uma plataforma para a administração, documentação, rastreamento, reporte e entrega de cursos de treinamento. Quando configurado e usado corretamente, o sistema gerencia cada etapa do seu programa de aprendizagem. Por isso, o LMS é muito útil para garantir que os alunos foquem no que é importante: aprender, sem que a tecnologia fique no caminho.

Qual a importância do Sistema de Gestão da Aprendizagem nas empresas?

Afinal, para que serve e qual a importância de uma plataforma LMS na educação corporativa das organizações?

Os treinamentos se tornaram grandes ferramentas para o desenvolvimento de competências dos colaboradores. Por isso, eles precisam ser oferecidos de forma que alcance os objetivos estratégicos da empresa e realmente proporcione melhores resultados.

Os LMS surgem para viabilizar esse ensino eficiente e para trazer os recursos necessários para gerar experiências positivas no processo de aprendizagem. Não apenas isso, mas também para transformar o modo de ensinar e aprender nas empresas.

Sem contar as inúmeras vantagens de utilizar a plataforma: flexibilidade de horário, interatividade, maior engajamento dos alunos, controle de resultados, entre muitas outras. Todos esses benefícios contribuem para alinhar os objetivos da empresa às necessidades e desejos dos alunos.

Contudo, há duas vantagens que mais tem motivado as organizações para essa implementação: a redução dos custos financeiros e a possibilidade de utilizá-la como um recurso extra de interação no ensino híbrido, o Blended Learning. Ou seja, ela reduz o custo com os recursos de treinamentos presenciais e pode ser uma ferramenta de grande auxílio para a garantir a interatividade dos alunos.

Agora que você entendeu todos os objetivos e benefícios do LMS, é hora de colocar a plataforma em ação! Vamos te dar dicas infalíveis para lançar o projeto, implementá-lo e avaliar se está tudo de acordo com os objetivos principais. Vamos lá?  

Como fazer o lançamento da sua plataforma LMS?

Optar por uma estratégia ”big bang”, onde o lançamento envolve toda a equipe, pode ser muito benéfico em organizações centralizadas – cujos times de RH locais estão acostumados a apoiar suas equipes e a transmitir os benefícios dos novos sistemas que serão implementados.

Para criar um ambiente onde a divulgação dos benefícios do sistema de gestão da aprendizagem seja realizada de forma espontânea pelos membros da equipe, é preciso: 

  • Envolver os alunos na escolha da plataforma (por meio de testes ou grupos focais, por exemplo) e priorizar a experiência de aprendizagem;
  • Escolher indicadores de performance voltados ao aluno; 
  • Oferecer uma grande variedade de conteúdos e cursos conectados às necessidades e desafios corporativos;
  • Vender internamente seu programa de treinamento com foco nos benefícios, em vez de métodos; 
  • Treinar e apoiar os gerentes e business partners de RH, ou usar os embaixadores (pessoas influentes da organização, que já estejam familiarizadas com o ambiente de aprendizagem digital);
  • Facilitar a vida dos alunos: não subestime os obstáculos, e faça tudo o que for possível para tornar a experiência do aluno mais fácil. Ações como uma plataforma integrada, com poucos cliques e login simplificado, já são um bom começo.

Como implementar um LMS? Três passos para o sucesso da plataforma

Neste capítulo deste artigo, nós oferecemos três ideias para aumentar as chances de sucesso do seu LMS.

1. Mantenha uma plataforma simples e ágil

Velocidade é tudo no atual mundo digital. Para você ver como cada segundo importa: A Amazon.com observou que uma melhora de um décimo de segundo na velocidade de carregamento de página leva a 1% de aumento na receita. O Yahoo observou um aumento de 9% em tráfego para cada quatro décimos de segundo ganho.

O seu portal de treinamento, os vídeos, e velocidade de carregamento de conteúdo naturalmente têm impacto na qualidade da experiência de aprendizagem. Portanto, a infraestrutura da qual seu LMS depender deve idealmente ser rápida e eficiente, independente de onde o aluno esteja. Conteúdos hospedados na nuvem e otimização automática de mídia de acordo com a velocidade de banda do usuário são absolutamente essenciais.

A infraestrutura de TI não é o único elemento que ajuda a proporcionar uma experiência de aprendizado suave. Aqui estão alguns outros aspectos para ter em mente enquanto você avança com a implementação do seu LMS:

  • Número de cliques: com cada clique extra que o aluno tem que dar para chegar ao conteúdo de aprendizagem, você perde uma porcentagem do seu tráfego. Se o aluno precisa de mais de três cliques para acessar um treinamento, você provavelmente precisa fazer algumas melhorias. Pergunte-se honestamente se cada uma dessas etapas é indispensável ao aluno.
  • Logins: se você acha que logins não representam um problema para a taxa de acesso de um treinamento, pense novamente: 50% dos alunos desistem na página de login. Para evitar esse problema, considere configurar um SSO (do inglês Single Sign-On), aproveitando cadastros que seus colaboradores tenham em outro sistema (intranet, por exemplo). Também considere a mobilidade de seus usuários: se o seu SSO funciona apenas internamente, você desperdiça oportunidades que o aluno poderia estar treinando em casa, no trajeto para o trabalho, e assim por diante.
  • Duração do treinamento: um curso de e-learning dura de 10 a 30 minutos em média. Para que os alunos possam completá-lo em um tempo razoável, eles precisam reservar o tempo necessário no trabalho ou em casa.

2. Adote uma estratégia de marketing

O marketing mix é outro conceito herdado do mundo do varejo e se refere a uma série de ações coerentes relacionadas aos ‘4 Ps’:

  • Produto: Você deve construir a estratégia de lançamento do seu LMS levando em consideração não apenas a plataforma em si, mas também todos os fatores que podem influenciar na aprendizagem de um aluno.
  • Preço: Inicialmente, essa dimensão parece não ser aplicável neste contexto, mas você pode utilizar o acesso à determinados cursos como forma de recompensar os usuários mais ativos. Fazer com que eles “mereçam” o acesso à plataforma pode estimular o engajamento.
  • Praça: Seu LMS deve estar facilmente disponível para os colaboradores em qualquer dispositivo, a qualquer momento. Não esqueça de utilizar todos os seus demais canais corporativos para facilitar o acesso à plataforma.
  • Promoção: Por mais relevante que o seu conteúdo seja, você concorre com uma série de outras iniciativas corporativas. Por isso, é importante você promover constantemente o seu LMS nos canais de comunicação interna.

A chave para o sucesso é pensar em seus alunos como clientes para os quais você precisa ‘vender’ sua solução e construir um plano promocional para lançar seu ‘produto’.

Colocar os líderes e gestores a bordo é igualmente importante, assim como motivá-los a apoiar o projeto e facilitar sua adoção por todos os membros da equipe. Para envolver gerentes, configure uma área dedicada onde eles possam encontrar conteúdo exclusivo de treinamento. Você também pode treiná-los para apoiar e desenvolver competências da equipe. Em plataformas como a CrossKnowledge Learning Suite, você dispõe um painel de controle dedicado para que eles monitorem o progresso dos membros de suas equipes e ofereçam o apoio que eles eventualmente precisem.

3. Acompanhe o cotidiano dos alunos

Tente alcançar os alunos onde estiverem e onde eles trabalharem. As equipes de T&D gastam bastante tempo e energia levando os colaboradores para um portal de treinamento, que acaba sendo apenas mais uma ferramenta que eles visitam ocasionalmente. Mas hoje você pode integrar plataformas LMS com intranets e redes sociais corporativas, para que os treinamentos cheguem aos alunos – ao invés do contrário – e se torne parte de suas rotinas.

A ideia é se certificar de que os alunos se concentrem no aprendizado em vez de perder tempo com problemas técnicos que podem se colocar entre eles e o desenvolvimento das competências necessárias para o sucesso.

Como avaliar o seu sistema de gestão da aprendizagem?

Muitas pessoas escolhem um LMS por sua gama de funcionalidades, capacidade de integração, ou automação de aspectos administrativos. Como falamos em outro artigo, esses critérios são importantes, mas nunca deixe que eles tenham prioridade sobre a experiência de aprendizado.

Para fazer a avaliação e acompanhamento dos resultados da implementação da plataforma é necessário:

Avaliar a experiência de aprendizagem oferecida

Colocar todas as partes interessadas a bordo é essencial para o sucesso de uma plataforma LMS. Por “parte interessada” queremos dizer não apenas gerentes de treinamento, de RH ou de TI, mas também outros membros da organização cujo envolvimento é valioso; ter informações de pessoas que podem avaliar a experiência de aprendizagem oferecida por diferentes soluções é sempre bom.

Definir indicadores de performance do sistema de gestão da aprendizagem

Indicadores de performance são vitais pois permitem que você avalie regularmente a estratégia de lançamento de uma plataforma LMS, a qualidade do que será oferecido aos alunos, a performance do curso, e assim por diante. Indicadores são a única maneira objetiva de conseguir as informações que você precisa para definir como melhorar o uso e a eficiência de uma plataforma LMS.

Quando você torna a experiência do aluno um dos seus principais critérios de seleção e quando você coloca o colaborador no centro da estratégia de desenvolvimento, obviamente seus indicadores permitirão que você avalie a eficiência da sua plataforma do mesmo ângulo. Idealmente, sua plataforma deve permitir que você extraia esses indicadores e os monitore facilmente.

Você não está sozinho! Aproveite ao máximo o apoio oferecido pelo seu fornecedor de plataforma LMS, que tem profissionais com vasta experiência de implantação desse tipo de projeto. Eles têm o papel de empoderar os profissionais de T&D da sua empresa, oferecendo treinamentos e conhecimentos que ajudem seus próprios times a tornar o projeto um sucesso.

Conheça a CrossKnowledge Learning Suite

Nós, da CrossKnowledge, criamos uma plataforma LMS para desenvolver as competências ideais nos colaboradores: levamos a aprendizagem certa ao aluno certo.

A CrossKnowledge Learning Suite foi pensada para te ajudar a desenhar as melhores experiências de aprendizagem e a entregar os melhores resultados na educação corporativa das organizações. Com ela, é possível:

  • Personalizar a interface, para ter um portal tão bonito quanto a sua marca;
  • Monitorar o progresso através de painéis personalizados para líderes e alunos acompanharem o progresso coletivo e individual;
  • Ter uma integração segura e sem complicações com seus sistemas existentes, para deixar o departamento de TI tranquilo;
  • Marketing de aprendizagem integrado, para você promover os seus programas e aumentar o engajamento.

Ficou interessado? Clique aqui para conhecer mais da nossa plataforma!

Saiba mais