Matriz RACI: o que é e como usar no programa de T&D

Artigo

Matriz RACI: o que é e como usar no programa de T&D

Artigo
Matriz RACI: o que é e como usar no programa de T&D

Como podemos realizar um mapeamento rigoroso para usar todos os recursos disponíveis, não afastar os especialistas e garantir que as partes interessadas tenham todas as informações necessárias para apoiar o projeto? Usando a Matriz RACI.

O que é a Matriz RACI?

A Matriz RACI é o acrônimo que descreve as responsabilidades das partes interessadas em um projeto. Ele aloca funções: R para Responsável, A para Autoridade, C para Consultado e I para Informado. As funções podem ser definidas e descritas da seguinte maneira:

R para Responsável 

O gerente de projeto reúne sua equipe de colaboradores e atribui a eles todas as suas tarefas. Ele delega responsáveis, mas permanece responsável pelos resultados gerais do projeto.

A para Autoridade 

O gerente do projeto é o líder e principal responsável pelo projeto, o único capitão no comando encarregado de guiar o navio com segurança até o porto.

C para Consultado 

Estamos falando aqui de todos aqueles com a experiência ou o poder necessário para a conclusão bem-sucedida do nosso projeto. Sua contribuição é essencial e deve ser cuidadosamente planejada para promover a reflexão e validar as principais opções do projeto.

I para Informado 

Engloba todas as pessoas que devemos manter informados sobre nossas ideias, decisões, progresso e sobre os resultados do projeto.

Como usar a Matriz RACI no processo de treinamento?

Veja como aplicar cada uma das etapas da Matriz RACI na estruturação e execução dos seu processo de treinamento.

1. Definir a Autoridade

É importante começar com a definição de quem será o líder do projeto. Mesmo que, em princípio, essa pessoa deva ser capaz de voar sozinha, é sempre aconselhável esclarecer com todos o papel das várias partes interessadas. Dessa forma, podemos evitar mal-entendidos, duplicação de responsabilidades ou conflitos.

2. Realizar o mapeamento dos Responsáveis

Em seguida, realizamos um mapeamento dos Responsáveis e avaliamos seus níveis de competência e motivação para o projeto para formar nossa equipe. Feito isso, definimos com cada um deles seu escopo e tarefas, garantindo que seus objetivos sejam “SMART”. Na maioria das vezes, acreditamos que o recrutamento do projeto esteja concluído nesta fase. É um erro por trás da maioria das falhas de implantação.

3. Identificar os Consultados

Identificar todas os Consultados, as fontes de informação e validação, é uma etapa crítica para o sucesso de nossos projetos de T&D. Ao deixar de consultar um especialista, o gerente de projeto corre o risco de ter que revisar suas suposições em um estágio avançado de implantação. Além disso, todos temos um exemplo de uma parte negligenciada diagnóstico que nos lembra seu poder de ser uma surpresa desagradável, atrasando ou bloqueando o andamento do nosso projeto.

4. Manter os Patrocinadores Informados

Por fim, quem devemos manter informados? Muitas vezes, lamentamos a falta de envolvimento de nossos patrocinadores ou gerentes em nossos processos, mas será que nós fornecemos a eles todas as informações úteis? Para ser realmente eficaz, essa parte do RACI deve assumir a forma de um plano de comunicação real do projeto. Sem mencionar a promoção interna do nosso sucesso.

Explore a estrutura organizacional da empresa, de maneira mais geral, e o ecossistema – seria uma pena usar recursos e/ou especialistas externos. Em seguida, atribua os papéis e posicione os atores. A mesma pessoa pode, naturalmente, ter várias funções dentro de um projeto: um recurso a qualquer momento, consultado por sua experiência, regularmente informado sobre o andamento do projeto. 

Quando a lista for estabelecida, defina claramente a maneira pela qual você trabalha e se comunica com cada um. E o mais importante, mantenha a sua matriz RACI sempre à mão e transforme o seu projeto de T&D em um sucesso!

Saiba mais

Fique por dentro

Receba as notícias do nosso blog direto no seu email!